Lisboa: Potenciar a implementação de startups

Lisboa: Potenciar a implementação de startups

Data da publicação: 07/05/2018

Empresa: Altice-PT
Cidade de implementação: Lisboa
Total de habitantes da cidade: 506 892 habitantes (Fonte: UNdata)
Parceiros: Turismo de Portugal, Altice-PT, CISCO, Beta-i e StartUp Lisboa

O projeto

Problema identificado: O pensamento inovador da população e colocar em prática os projetos idealizados são fatores a valorizar nas cidades que contribuem para o desenvolvimento tecnológico, económico e cultural.

Solução encontrada: Para fomentar o pensamento inovador da população a Altice-PT, em colaboração a Câmara Municipal de Lisboa e outros parceiros, criou um programa de implementação de startups, com processo de aceleração e experimentação, focado na validação e integração de soluções inovadoras construídas para a melhoria da qualidade de vida na cidade, através do uso ou contribuição para Open Data.

O Smart Open Lisboa, “SOL”, é um projeto de “inovação aberta” na cidade de Lisboa, em que a matéria-prima são os dados abertos providenciados por entidades públicas e privadas, estas últimas desafiadas pela autarquia de Lisboa a partilhar os seus dados. Enquanto projeto de implementação, o SOL tem foco principal na execução, com colaboração direta com potenciais clientes.

Resultados: A implementação do projeto SOL, em conjunto com uma forte difusão publicitária provocou uma forte adesão da população ao programa e consequente promoção de desenvolvimento tecnológico.

Impactes positivos para:

A cidade e região: Através da disponibilização de um portal de dados abertos com contribuições de várias entidades e com dados cada vez mais ricos e dinâmicos potenciou-se a criação de soluções inovadores na cidade e região de Lisboa. Integrado no projeto SOL surge um programa de aceleração que permite o mentoring, formação e disponibilização de ferramentas que, por sua vez, permitiram a implementação de soluções para a cidade com clientes reais.

A posterior nomeação de um responsável pela gestão dos dados produzidos por empresas, população ou entidades públicas, denominado Chief Data Officer de Lisboa, evidencia não só a importância que assume a disponibilização dos dados abertos da cidade, como a sua partilha fomenta o empreendedorismo e a melhoria da qualidade de vida na cidade.

Projetos futuros: O projeto SOL propicia o desenvolvimento de projetos futuros que visam a melhoria de soluções para a cidade e para os cidadãos de Lisboa.

Influência na transformação da cidade

A adesão dos cidadãos ao projeto SOL e a criação de startups induziu o desenvolvimento e promoção em diversos setores, nomeadamente mobilidade, sustentabilidade, cidadania, cultura e turismo. Este progresso cultural fomenta o interesse futuro da população para a contínua prosperidade das cidades como centros de desenvolvimento.

Fatores de sucesso

Na primeira edição o projeto SOL permitiu a conclusão de alguns fatores críticos para o sucesso que fomentaram o crescimento e melhoria do programa em 2017, nomeadamente o uso de dados abertos de entidades públicas e privadas e o desenvolvimento de novas soluções para a cidade com base em desafios específicos. A escolha dos parceiros certos no projeto, que permitiu a contribuição fundamental de várias entidades cujo envolvimento é conseguido através da seleção criteriosa dos temas em foco no programa foi outro fator de sucesso importante para o projeto.

 

2018-08-10T02:24:57+00:00